+Academia: FCSH acolhe conferência sobre gestão de riscos

O auditório 7.21 da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) acolheu, no passado dia 11 de abril, a conferência “Gestão do Risco – Desafios”, organizada pela empresa UNIVERSALIS em parceria com a Universidade da Beira Interior (UBI).

O tema focado foi precisamente o risco e as avaliações relacionadas com o mesmo, nos campos dos seguros de crédito e das finanças empresariais. Estiveram presentes, como oradores principais, Fernando Amorim, administrador da UNIVERSALIS, e Alberto Baldaque, administrador da multinacional COFACE.

O primeiro, Fernando Amorim, iniciou a sua apresentação evidenciando os principais riscos existentes a nível mundial na atualidade: as tensões geopolíticas e geoeconómicas, a degradação ambiental e os ataques cibernéticos. Comparando uma empresa a um castelo, afirmou que “um centro de gravidade estável e uma estrutura invulnerável são características fundamentais de ambos”, e concluiu valorizando os ativos humanos das empresas e a “necessidade de se apostar no bem-estar destes para que desempenhem as suas funções com maior qualidade.”

Já Alberto Baldaque, começou por afirmar que “os últimos cinco anos da Eurozona foram anos de expansão”. No entanto, deixou um alerta relativo ao perigo associado a movimentos como o Brexit ou os coletes amarelos: “São movimentos que trazem consigo tempos conturbados”. Num outro momento, onde incidiu o foco em Portugal, o administrador realçou a fase positiva que o país atravessa nos anos recentes e destacou a “diminuição considerável do número de insolvências”. Ainda assim, fez questão de sensibilizar a audiência para um outro ponto: “Apenas 2500 de um universo de 250 mil empresas recorrem aos seguros de crédito no nosso país”.

Estiveram ainda presentes, também como oradores, Sérgio Resende da SGS, Nuno Moita da IBERINFORM, Isabel Barrau do Instituto do Emprego e Formação Profissional, e Zélia Serrasqueiro, da UBI Executive, tendo esta última reforçado a “importância crescente da UBI na aproximação dos alunos ao mundo empresarial.”

Para finalizar, deu-se a assinatura de um protocolo de cooperação entre a Câmara Municipal da Covilhã, representada por Jorge Gomes, Vereador da Economia e Empreendedorismo, e a Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor (AECBP).

Partilha isto: