Comunicado oficial MedUBI

  • AAUBI

A Direção da AAUBI confrontada com a comunicação da decisão dos responsáveis do MedUBI, de assumirem, unilateralmente, um processo de “cisão” manifestamente ilícito, no qual é evidente a usurpação de poderes e apropriação ilícita do nome, património e funções de representação interna e externa dos alunos de Medicina da UBI e sócios da AAUBI, vê-se compelida a informar todos os alunos, a universidade e parceiros desta Associação Académica, do seguinte:

1.     O MedUBI é o Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade da Beira Interior, devidamente criado e acreditado nos termos dos estatutos da AAUBI e do seu regimento interno, dela fazendo parte integrante, nomeadamente, em termos patrimoniais e de representação interna e externa;

2.     O MedUBI, tal como todos os demais 32 núcleos que fazem parte integrante da AAUBI tem e sempre teve, nos termos e dentro dos limites estatutários e regimentais da AAUBI, autonomia para desenvolver as suas atividades e administrar o património que, sendo propriedade da AAUBI, lhe está afeto para o efeito;

3.     É inconcebível e inaceitável que alguns dos atuais dirigentes do MedUBI, no exercício das suas funções de dirigentes de núcleo, se tenham aproveitado da confiança que neles foi depositada pelos Estudantes de Medicina da UBI e pela Direção da AAUBI para, em beneficio próprio e sub-repticiamente, se apropriarem, quer da denominação do núcleo quer do seu património e sede, ludibriando quer os órgãos da Universidade, quer a AAUBI e todos os Estudantes desta Universidade;

4.     O MedUBI nunca foi, não é, nem será propriedade de nenhum dos seus atuais ou antigos dirigentes;

5.     A AAUBI assegurará que o MedUBI continue a ser exclusivamente de todos Estudantes de Medicina da UBI, pelo que desencadeará todos os meios legais adequados à defesa dos interesses do MedUBI e de todos os Estudantes de Medicina da Universidade da Beira Interior, e desencadeará os, necessários e legais, procedimentos com vista ao apuramento das responsabilidades criminais, civis e disciplinares dos responsáveis, que em face da manifesta gravidade da sua atuação e enorme prejuízo causado ao MedUBI, aos Estudantes de Medicina da Universidade da Beira Interior e à AAUBI, ficarão de imediato suspensos de todas as suas funções, não lhes sendo reconhecida por parte da AAUBI qualquer legitimidade para representar nem o MedUBI nem a AAUBI.

Covilhã, 7 de fevereiro de 2019

Pela Direção da AAUBI.

[pdfviewer width=”700px” height=”849px” beta=”true/false”]https://www.aaubi.org/wp-content/uploads/2019/02/Comunicado_MedUBI.pdf[/pdfviewer]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *